The Warm Coffee

O derradeiro guia de música e videojogos

Posts Tagged ‘desporto’

FIFA 09 (PS2)

Posted by César Costa em 07/06/2009

FIFA09set

Género: Desporto

Editora: EA Canada

Distribuidora: EA Sports

Plataforma: PS2

Data de Lançamento: 3 de Outubro de 2008

E pronto, cá estou eu a analisar mais um jogo de futebol. Sim, é verdade, gosto de futebol, adoro. E sim, é verdade, adoro videojogos… Por isso por que não combinar ambas as coisas?

Vamos ao que interessa. FIFA presenteia os jogadores com uma representação fiel de todo o ambiente em redor de uma partida de futebol, e por isso, é o simulador de futebol que melhor capta a emoção do futebol real.

Pois é claro que vou compará-lo com PES, é inevitável, são os dois maiores candidatos ao título nas consolas, e por isso devem ser postos à prova num mano-a-mano.

Desde já começarei por dizer aquilo que deverá interessar ao leitor: FIFA é melhor que PES. ‘Period’. Por um míriade de razões, que vou enumerar abaixo.

No entanto, quando um jogador quer comprar um jogo para a sua consola, que por acaso seja de futebol, este não deve ter em mente apenas e só qual é o melhor dos dois. 1º: ambos são muito bons. 2º: quer compre FIFA ou PES, o comprador nunca ficará desapontado. 3º: tem muito a ver com aquilo que o jogador quer com o jogo. Passo a explicar: se a pessoa quer um jogo de futebol, no verdadeiro sentido da expressão, para a sua consola, com o melhor que o futebol tem para oferecer, então opta por PES. Fica bem servido. Já se o jogador quiser um jogo que simule de maneira fiel todas as incidências de uma partida de futebol, retratando todos os aspectos do futebol, bons e menos bons, então ele escolhe FIFA. Simples…

Como um todo, e de uma perspectiva técnica, FIFA sempre foi melhor. É um facto. Sempre teve melhores gráficos, uma esmagadoramente maior longevidade, melhor banda sonora, comentários e afins… Apenas a jogabilidade ficava um passinho atrás da de PES. No entanto isso mudou em 08. E em 09 pouco mudou, continuando apenas o legado iniciado em 08.

fifa0803

Os gráficos, apesar de soberbos, estão practicamente iguais ao ano anterior. O que não é mau. PES aqui apenas ganha ligeiramente nos modelos dos jogadores, pois possuem melhores texturas e estão mais polidos. No entanto, os brilhantes efeitos de luz dão um ar muito mais realista aos modelos de FIFA, e todo o ambiente no estádio está também muito bem representado, com o jogo de luzes/sombras a revelar-se magnífico.

Além disso, os movimentos dos jogadors em FIFA, realistas e flúidos, batem os movimentos demasiado elegantes e espectaculares de PES.

A jogabilidade está mais uma vez a par da de Pro Evo, trocando o cheirinho a arcade da obra da Konami, por uma jogabilidade mais realista, pensada e ritmada. Numa partida de futebol nem sempre o jogo está a ser bem jogado, ou é fluido e interessante. Em FIFA, o jogo só é disfrutável se o soubermos jogar, e cada partida de futebol tem seus altos e baixos, fazendo com que muito mais valor seja dado às boas exibições por nossa parte. Em PES isso não acontece, sendo que o jogo é sempre a um ritmo rápido e bem jogado. Não que seja mau, de todo, mas não corresponde à realidade.

32A7D1_2

Digno de nota é a diferença colossal nas habilidades dos guarda-redes. O guardião adversário mostra-se sempre bem entre os postes, proporcionando grandes desafios aos avançados; já o nosso homem da baliza, seja ele qual for, mesmo que seja o Casillas ou o Buffon, revela-se um retardado a defender. 90% dos remates à baliza entram, e frangos monumentais serão constantes. É altamente frustrante estarem a dominar o jogo, a criar oportunidades sem fim, e estarem a perder 2-0 ou 3-0 porque o guarda-redes é um autêntico falhado. É talvez o calcanhar de Aquiles do jogo todo e não se admirem de perder a cabeça se isto começar a acontecer, por vezes este pormenor estraga uma partida inteira.

Uma dica para amenizar este erro do jogo é assumirem o controlo do ‘keeper’ quando virem que o adversário poderá rematar em posição perigosa, carregando em R3 para controlarem o GR, e depois no triângulo na hora de fazer a defesa. A vantagem de fazer isto é que podem sempre colocar-se em posição melhor para defender o remate, visto que o guarda-redes se encontra sempre mal colocado quando controlado pela CPU.

No campo do som, não há discussão: FIFA tem uma banda sonora muito boa, reunindo 42 temas contemporâneos de grande qualidade, fazendo inveja a muitas compilações à venda nas lojas. Poucas canções descartarão da playlist, pois na banda sonora há música para todos os gostos, desde electrónica a ‘indie’. Os comentários apesar de se revelarem algo repetitivos e desajustados em certas situações, melhoraram ligeiramente desde 08, e até cumprem a função. No entanto, prefiro pessoalmente os comentários britânicos.

fifa09ps202

As licenças são mais uma imagem de marca da série FIFA, sendo que todos os clubes minimamente interessantes estão lá, salvo algumas excepções.

Em termos de longevidade este jogo practiamente nunca mais acaba. Toneladas de ligas para jogar, respectivas taças, mais de 100 desafios a completar, e o modo treinador, melhor que nunca, onde agora até é possível marcar os treinos da nossa equipa e além disso gerir todos os assuntos relaccionados com o clube. Contem também com uma loja de adeptos, onde é possível desbloquear bolas, equipamentos alternativos para algumas das principais equipas, uma formação de clássicos, outra de estrelas actuais, e estádios adicionais.

Mesmo sem grandes inovações desde o ano passado, FIFA consegue manter a qualidade. Claro que é menos valorizado por não evoluir, mas se repararmos, a PS2 está a dar as últimas, e nem a Konami evoluiu o seu PES nesta plataforma. Já não existe espaços para inovações…

Resumindo, FIFA é para todo o jogador que mais que um jogo de futebol, queira um simulador da modalidade que capte a essência do desporto da melhor maneira, e para ele, FIFA é a escolha acertada. Claro que PES é óptimo, a diferença entre eles é mínima, e até aconselho a fazerem como eu: comprarem ambos. No entanto, a escolher o melhor, esse é FIFA.

Classificação final:4.0

Posted in Reviews Jogos | Com as etiquetas : , , , , , , | 2 Comments »

Virtua Striker 2 ver. 2000.1 (DC)

Posted by César Costa em 03/05/2009

virtuastriker2ver2000Género: Desporto

Editora: SEGA-AM2

Distribuidora: SEGA

Plataforma: Dreamcast

Data de Lançamento: ? de ? de  2000

Agora, uma análise a um dos meus jogos preferidos de sempre: Virtua Striker 2!

Quantos de nós já não gastámos uns trocos a jogar jogos de arcade num qualquer salão de jogos? Muito provavelmente um desses jogos era Virtua Striker, um jogo de futebol puramente exibicionista e espectacular, em 2000 levado até à Dreamcast. Sempre foi um dos jogos mais populares entre os “jogadores de salão”, pelo que seria um sonho para qualquer um deles ter o seu jogo de futebol em casa, para jogar quando quisesse.

No entanto, a experiência não é a mesma. Numa máquina, uma pessoa não presta atenção ao facto de nem sequer saber o nome dos jogadores que controla. Numa consola, presta. Numa máquina ninguém se importa se dá ou não para escolher a táctica e o onze inicial. Numa consola, toda a gente se importa. Numa máquina ninguém quer saber se o jogo tem erros de jogabilidade, uma pessoa está ali só para jogar um divertido jogo de futebol. Já numa consola, todos estamos atentos a isso. Aqui está o tendão de Aquiles desta conversão de VS2 para DC.

vstriker2A SEGA limitou-se a copiar o jogo das arcades para a consola, implantar um sistema de saves e lançar o jogo. Nem se deram ao trabalho de melhorar certos aspectos do jogo, como os controlos algo desajeitados, que levam uns instantezinhos a responder que não deveriam levar.

Nos gráficos o jogo não decepciona, pois os movimentos dos jogadores são bastante convincentes, e as texturas são também elas de nível razoável. Os modelos dos jogadores apesar de ainda um pouco poligonais, mostram o que já a Dreamcast era capaz de fazer.

O melhor e o pior do jogo está na jogabilidade. Tudo aquilo que o povo adorou na versão arcade está aqui. Mas infelizmente, aquilo a que o povo nem ligou muito na versão arcade, é impossível de ignorar na versão doméstica. Os grandes golaços, os pontapés acrobáticos, as entradas de carrinho imponentes, as defesas espalhafatosas, e a constante fluidez de jogo que consegue fazer inveja aos simuladores de futebol de hoje, fazem com que Virtua Striker 2 dê valentes horas de gozo. É simplesmente divertido e viciante! Por outro lado, os mais dados ao realismo terão alguma dificuldade em gostar deste jogo, já que não existem tácticas nem nada que se pareça. São literalmente 22 homens atrás de uma bola e tentando metê-la na baliza contrária: futebol puro e duro.

Apesar de os controlos favorecerem (e bem) a espectacularidade do “beautiful game”, eles também podem tornar o jogo um pouquinho frustrante, especialmente porque os controlos são por vezes preguiçosos na resposta. Já para não falar do facto de só poderem rematar para onde estiverem virados…

screenshot_2810_thumb300

Quanto ao som nada de especial a dizer. Os únicos sons que ouviremos serão as musicas dos menus e repetição (nada de brilhante aqui, diga-se) e o comentador que apenas intervém para anúnciar os jogos e gritar “GOOOOOOOOOOOOOOooooooooooooal!!”

Este é também um jogo que dura um bom tempinho. Temos a liga, a taça, o modo Arcade (duh?), e o modo Ranking para jogar, e algumas equipas para desbloquear neste último modo, incluindo Portugal!!! 🙂

Em suma, este jogo é mais para os fãs do futebol puro e duro, e senão ligarem aos erros do jogo, poderão desfruta-lo ao máximo, já que aposta tudo no futebol espectáculo, simples e divertido. VS2 no geral, não passa de um jogo mediano, mas consegue divertir, quer a solo, quer em partidas de 2 a 4 jogadores.

Classificação final:25

Posted in Reviews Jogos | Com as etiquetas : , , , , | 1 Comment »

Pro Evolution Soccer 2009 (PS2)

Posted by César Costa em 23/02/2009

SLES-55406_PES9_INLAY_UK

Género: Desporto

Editora: Konami Computer Entertainment Tokyo

Distribuidora: Konami

Plataformas: PS2

Data de Lançamento: 11 de Novembro de 2008

É um dado adquirido que a série PES foi desde a sua 2ª à 6ª edição a predilecta de maioria dos jogadores de futebol virtual. No entanto, FIFA ofereceu várias vezes um jogo ligeiramente melhor quando tido como um todo. PES teve sim aquilo que faltava há muito nos simuladores de futebol: uma jogabilidade que trocasse a simplicidade por uma experiência em que o jogador tivesse mais controlo sobre o jogador e os seus movimentos. Isto levou a que surgisse um interesse invulgar num simulador de futebol vindo do Oriente, e que trazia consigo uma jogabilidade fresca, virtuosa, exibicionista e espectacular. Mas levou também a que todos os erros do jogo fossem ignorados. E como a BGAMER chegou a dizer, “a jogabilidade compensava bem as falhas”. Isto mostra bem impacto que a jogabilidade inovadora teve na imparcialidade dos próprios críticos de videojogos, que diga-se, sempre teimaram em ignorar os problemas do jogo, mesmo os mais evidentes e profundos.

Por Evolution Soccer 2009 não foge muito ao que jogámos em anos anteriores. O que é bom pelo facto de a jogabilidade ser a mesma, e mau pelo facto de os erros irritantes do passado se manterem também. Voltaram os movimentos elegantes, as quedas espalhafatosas e teatrais, as fintas pomposas, os remates-bala, as arbitragens péssimas, as disputas de bola às braçadas (a Konami ainda não percebeu que ganhar a bola às cotoveladas é falta…), e a falta de licenças oficiais de clubes. Este último problemas esta suavizado, mas ainda assim é incompreensível como puderam deixar de fora clubes importantes como o Bayern de Munique ou o Schalke 04, e não terem conseguido a licença da liga espanhola. Pelo menos os clubes de menor prestígio, que não estão agregados a nenhuma liga, estão todos licenciados, mas sentem-se falta de algumas equipas.

É ainda mais incompreensível o facto de não terem incluído a Champions na versão PS2, quando todos sabemos que a Konami detém os direitos da competição por exclusivo…

Graficamente o jogo não mostra qualquer evolução, exceptuando uma renovação nos modelos dos equipamentos dos jogadores e das suas texturas. Os jogadores continuam muito parecidos aos atletas reais, contribuindo para uma maior autenticidade do jogo. Numa consola estagnada tecnicamente, não se pode pedir muito mais…

A jogabilidade mantém o padrão de qualidade a que nos habituámos, mas infelizmente, as disputas de bola à bruta e as consequentes faltas por assinalar, voltaram, e a arbitragem em si deixa muito a desejar, conseguindo por vezes tornar o jogo bastante frustrante. Nota também para o facto de nesta edição do jogo ser praticamente impossível ganhar um cabeceamento em momentos decisivos, ou seja, na defesa, ou à boca do golo. E ainda uma nota curiosa: por vezes, o CPU parece teimar em fazer os impossíveis para marcar um golo sempre que nota que estamos a desperdiçar muitas oportunidades, só para fazer valer a máxima “quem não marca, sofre”. E golos ao cair do pano serão muito frequentes…

A componente sonora do jogo continua mediana, com comentários que não passam de razoáveis, e uma banda sonora que em parte é fraca.

Quanto à longevidade, essa está garantida, com vários troféus a conquistar, missões a cumprir no modo Tour Mundial, a Master League, e o modo Rumo ao Estrelato.

Em suma, pouco muda desde PES 2008, apenas um ligeiro travão na fluidez de jogo, um sistema de remates mais realista, as actualizações da nova época, faces mais chegadas à realidade, o novo modo Rumo ao Estrelato, e está feito PES 2009.

Quando comparado com FIFA 09 da PS2, Pro Evo 2009 perde por pouco para a série da EA Sports, que aposta numa jogabilidade bastante realista, na qualidade dos gráficos, e na longevidade apoiada pelo grande número de licenças. Ainda assim, Pro Evolution Soccer 2009 é uma boa compra para quem gosta de futebol na PS2, e mantém-se fiel às origens, para o bem e para o mal.

Posted in Reviews Jogos | Com as etiquetas : , , , | 3 Comments »