The Warm Coffee

O derradeiro guia de música e videojogos

“Deerhoof” vs. Evil”, Deerhoof [2011]

Posted by César Costa em 28/01/2011

https://i2.wp.com/betterpropaganda.com/images/artwork/Deerhoof_vs._Evil-Deerhoof_480.jpgData de lançamento: 25 de Janeiro de 2011

Género: Rock Experimental

Duração: 33 min.

Editora: ATP Recordings

Produção: Deerhoof

“Deerhoof vs. Evil” parece um autêntico livro de culinária tresloucado. Cheio de experiências (ou não fosse um álbum de Rock experimental…) e com muitas misturas improváveis de ingredientes. Mas a beleza da música experimental é que ela leva a arte para outro nível, um nível abstracto intelectualmente rico.

A banda cuspiu todas as suas ideias para o disco e aqui está o resultado: um álbum curioso, altamente imprevisível, eclético e excêntrico. A tecnologia tem um papel fundamental na concepção das faixas já que muitos dos sons esquisitos, mas deliciosos, deste álbum são criações electrónicas, e a sua mistura com a arte convencional é muito interessante: “No One Asked To Dance” é um óptimo exemplo de como guitarras acústicas e maracas vão bem com esquisitices de toda a espécie.

Tantos momentos a desafiar a lógica de ritmo e tempo, por vezes de forma ridícula, podem levar a que a princípio vejamos algumas músicas como apenas um misto de barulhos. Uma segunda audição clarificará as coisas, certamente. É puro génio musical, meus amigos. A creatividade destes meninos foi toda descarregada neste álbum e é essa a magia de “Deerhoof vs. Evil”. A voz cândida da vocalista Satomi Matsuzaki ajuda a criar um ambiente mais ‘dreamy’ e tudo o resto apenas abre a caixa de pandora que liberta momentos de puro deleite onde cada pormenor, cada som, nos faz imaginar.

Um álbum tão abstracto é muito difícil de descrever por palavras e é por isso mesmo que recomendo vivamente este novo disco dos Deerhoof. Não dá como ficar indiferente à diversão de “Hey I Can”, à classe de “I Did Crimes For You” ou à suavidade de “Almost Everyone, Almost Always”. Tanto será desprezado como amado, tudo depende de quem ouvir. Abram a vossa mente para um novo mundo de sons, uma requintada jukebox de extravagâncias…

  1. "Qui Dorm, Només Somia"
  2. "Behold a Marvel in the Darkness"
  3. "The Merry Barracks"
  4. "No One Asked to Dance"
  5. "Let’s Dance the Jet"
  6. "Super Duper Rescue Heads !"
  7. "Must Fight Current"
  8. "Secret Mobilization"
  9. "Hey I Can"
  10. "C’Moon"
  11. "I Did Crimes for You”
  12. "Almost Everyone, Almost Always"

Download

https://thewarmcoffee.files.wordpress.com/2009/11/4-0.jpg?w=60

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: