The Warm Coffee

O derradeiro guia de música e videojogos

“Suede”, Suede [1993]

Posted by César Costa em 28/07/2010

Data de lançamento: 29 de Março de 1993

Género: BritPop

Duração: 43 min.

Gravadora: Nude

Produtor: Ed Buller

No início dos anos 90 o rock britânico estava algo morto, e o que havia de britânico era sempre Phil Collins, Annie Lennox, etc… Verdadeiro rock já não existia para aqueles lados. Em 1993, já com 3 singles lançados, os Suede foram convidados para os Brit Awards. E arrasaram com “Animal Nitrate”…

Os Suede eram vistos nesta altura como a próxima grande banda, e este álbum provou isso mesmo. Iniciava-se o movimento BritPop, movimento esse que Brett Anderson, vocalista da banda, viria a detestar por completo mais tarde. Foram os Suede a iniciá-lo, mas anos mais tarde perceberam que esta nova onda de bandas tinham transformado o BritPop em algo caricatural. Episódios da vida quotidiana eram transformadas em letras de músicas, e o detalhe com que os Suede o faziam era notável, dando-lhes vantagem em relação a outras bandas.

O álbum em si é quase uma mistura de Smiths com David Bowie, e apesar de por vezes parecer que Brett tenta desesperadamente imitar Bowie, dá para perceber que este som é próprio dos Suede, e que é algo novo. Os temas são bem carregados de tensão sexual, onde Anderson empresta todo o seu estilo andrógeno á música. É sem dúvida um álbum irreverente, algo cru, poderoso e com classe.

“Animal Nitrate” é não só dos melhores como é também o tema que melhor representa o álbum. O refrão acessível, a letra provocante (que faz referência à ex de Brett, que o trocou pelo vocalista dos Blur, Damon Albarn), e a guitarra estridente fazem desta música um verdadeiro hino ao rock dos ‘brits’. Mas há mais neste álbum. Muitos mais….

“So Young” abre o disco da melhor forma, “Moving” é quase uma incursão pelo Metal, e “The Drowners” é um hit por mérito próprio. Mas o ponto alto do disco é o ‘streak’ “The Drowners”, “Sleeping Pills” e “Breakdown”. “The Drowners” é bem sensual, “Sleeping Pills” aproxima-se do estilo que adoptariam no segundo álbum, e mostra a genialidade do duo Brett Anderson e Bernard Butler como compositores, e por fim “Breakdown” é bem melódica, fica no ouvido, e tem um fecho grandioso. “Metal Mickey” é para mim aquela faixa que se encontra uns furinhos abaixo, “Animal Lover” é bem mexida e tem um refrão fácil de apanhar, sendo uma das faixas mais acessíveis do disco. Por fim, este termina com “The Next Life”, bem em tom de despedida, onde Brett canta com toda a alma “see you in your next life when we’ll fly away… for good”. É uma balada emocionante que fecha “Suede” da melhor forma possível.

Aqui encontramos a base para muitas das bandas que viriam a ter sucesso nos anos 90, e este disco é decerto um marco importante na história do rock. Vale a pena experimentar, não só pela qualidade das músicas em si, como pela solidez e regularidade do álbum, que o fazem funcionar lindamente como um todo. “Suede” é com certeza um álbum de topo, que aconselho a TODA A GENTE. O que é mais interessante é que o melhor dos Suede ainda estaria para vir…

1. So Young 3:38
2. Animal Nitrate 3:27
3. “She’s Not Dead” 4:33
4. “Moving” 2:50
5. “Pantomime Horse” 5:49
6. The Drowners 4:10
7. “Sleeping Pills” 3:51
8. “Breakdown” 6:02
9. Metal Mickey 3:27
10. “Animal Lover” 4:17
11. “The Next Life” 3:32

Download

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: