The Warm Coffee

O derradeiro guia de música e videojogos

“Bad”, Michael Jackson [1987]

Posted by César Costa em 22/03/2010

Data de lançamento: 31 de Agosto de 1987

Género: Pop, R&B, Rock

Duração: 48 min.

Gravadora: Epic

Produtores: Michael Jackson, Quincy Jones

E começo aqui a minha série de reviews a álbuns, com um dos meus ídolos.

A escolha do álbum não é por razão nenhum em especial, nem é o meu álbum preferido de Jackson. No entanto, o álbum apareceu numa época em que Jackson era de longe a maior estrela pop do planeta, um verdadeiro fenómeno musical.

“Bad” é o sucessor de “Thriller”, aquele que é ainda hoje o álbum mais vendido de sempre, e embora tenha vendido consideravelmente menos que este último, “Bad” não deixa de estar ao mesmo nível de qualidade. O disco mostra claramente um artista mais maduro, já com o seu próprio som na bagagem, e por muito incrível que parecesse, com muito ainda para dar.

“Bad” é feito sobre a mesma fórmula comum em quase todos os álbuns de Michael: uma verdadeira mescla de géneros musicais, que no entanto soam bastante comerciais. E comercial no bom sentido. Sim, no bom sentido. Nos anos 80 o comercial era bom… E muito bom, como MJ o provou. Quem mais mistura tantos sons num só disco? É incrível como “I Just Can’t Stop Loving You”, uma bela balada, e “Dirty Diana”, uma malha hard rock, se encontram uma seguida da outra no disco, e tudo soa muito bem. So Jackson o consegue fazer… “Thriller” é assim, cheio de contrastes, e em “Bad”, o mesmo se passa, no entanto um pouco mais suavizado.

Embora este disco nunca atinja a perfeição de “Billie Jean” ou Beat It”, pode-se considerar “Bad” um projecto mais sólido e consistente que o seu antecessor. Todas as faixas são muito boas, com excepção de “Speed Demon”, que se encontra apenas uns furinhos abaixo, e a produção inteligente de Quincy Jones faz com que o álbum flua naturalmente. As músicas estão em ordem lógica, e embora  a já mencionada passagem de “IJCSLY” para “Dirty Diana” pareça um pouco brusca, ela não é de todo incomodativa.

O disco arranca com “Bad”, uma faixa digna de MJ, com o “atrevimento” habitual de Jackson a exprimir-se com evidência, o ritmo vibrante já identificável, e trompetes absolutamente deliciosos de ouvir, a partir da segunda metade da faixa. É sem dúvida uma das melhores faixas no disco. Segue-se depois “The Way You Make Me Feel”, onde Jackson tenta seduzir uma rapariga, dizendo que “trabalhará das nove às cinco para comprar coisas que a mantenham ao seu lado”. A música em si é brilhante, e muito contagiante. Aposto que fez furor nas pistas de dança em 87…

“Speed Demon” é engraçadinha, mas a primeira metade da música é um pouco monótona. Transita-se para “Liberian Girl” com naturalidade, outra balada clássica, com um som muito próprio, e depois “Just Good Friends”, um dueto com Stevie Wonder, com uma intro delirante, absolutamente genial. É praticamente impossível ouvir e não ter vontade de dançar…

O disco passa por “Another Part Of Me”, e chega a “Man In The Mirror”, onde Michael introduziu coros de Gospel na sua música pela primeira vez, acredito, resultando numa faixa épica.

“I Just Can’t Stop Loving You” é um dos pontos altos do álbum, e “Dirty Diana” é igualmente boa, com um cheirinho a hard rock.

“Smooth Criminal” é um clássico que dispensa apresentações, e o trabalho fecha com “Leave Me Alone”, onde Michael ataca pela primeira vez os tablóides com as suas histórias bizarras sobre ele.

Apesar de ser dos álbuns de Jackson aquele que menos bem envelheceu com o passar dos anos, no geral, o álbum é bastante coeso,  nunca aborrece ou perde qualidade, e mostra bem porque Michael Jackson era considerado um génio musical. “Bad” figura entra os melhores trabalhos de MJ, e é uma excelente adição à colecção de qualquer fã de música. Aconselho vivamente…

1. Bad 4:07
2. The Way You Make Me Feel 4:57
3. Speed Demon 4:01
4. Liberian Girl 3:53
5. “Just Good Friends” (com Stevie Wonder) 4:06
6. Another Part of Me 3:54
7. Man in the Mirror 5:20
8. I Just Can’t Stop Loving You” (com Siedah Garrett) 4:11
9. Dirty Diana 4:41
10. Smooth Criminal 4:17
11. Leave Me Alone 4:40

Download

Uma resposta to ““Bad”, Michael Jackson [1987]”

  1. Tiago Daniel Moreira Santos said

    Se há palavra que não se possa usar para descrever este álbum é “bad”.

    Saudações de Valongo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: